21 de dez. de 2021

3a Let's Roller & Run Traxart, já tem data definida



 A Traxart Let's Roller & Run 2022 é um evento recreativo para todas as idades onde corrida e patinação interagem e se complementam.


Você pode usar qualquer tipo patins!

A inspiração veio da Maratona de Berlim, onde patinadores do mundo todo fazem o percurso da Maratona no sábado a tarde, a mesma maratona acontece pelos corredores no domingo pela manhã.
Você tem a opção de fazer a corrida ou a patinação, mas também poderia fazer o Duo - Roller & Run! Você faz a corrida de rua primeiramente e depois você pode trocar o tênis para fazer a corrida de patins!





As crianças também têm a sua vez e seu espaço, a prova infantil acontece logo após a corrida de rua.
Um percurso plano sem nenhum nível de dificuldade técnica, viável e seguro para todas as idades, desde os avós até os netinhos integrando esporte e saúde para toda a família.
Então venha correr, patinar ou fazer os dois!





PROGRAMAÇÃO
A Let’s Roller & Run 2022, será realizada no domingo, dia 13 de Fevereiro de 2022, na Av. Aldino Pinoti ao lado do Shopping Metrópole SBC.

Abertura do Evento: 5:30h
Aquecimento: 6: 15hrs
Largada – 5km – 10km corrida e corrida e 3km caminhada: 6:30h
Largada Patinação Infantil e Teen – 200mts- 500mts - 1km - 2km: a partir das 8:00h
Largada Patinação Free – 5km: 9h
Largada Patinação Ride – 10km :9h
Largada Patinação Open – 21km: 9h




Detalhes do evento

Evento: 3ª Traxart Let’s Roller & Run – 2022 – São Bernardo do Campo

Modalidade: corrida de rua, patinação

Data: 13/02/2022 às 06h30 (domingo)

Local: Shopping Metrópole (largada e chegada)

Endereço: Praça Samuel Sabatini, 200; Centro, São Bernardo do Campo-SP

Inscrições té 06/02/2022

Kits à partir de R$ 44,50

Inscrições e informações: aqui



www.traxart.com.br


12 de dez. de 2021

Tudo sobre o novo patins quad Foxxy, da Traxart

 E lá vamos nós, pra mais um parecer sobre a novidade da Traxart, o novísimo Foxxy. Moxi, vem cá!

As especificações do site da Trax, são bem parecidas com os demais quads da marca, o famoso, copia e cola:

"O Foxxy é feito em bota única com cano alto bem firme de couro sintético. A bota é costurada, assim sendo mais reforçada. As rodas são de poliuretano (PU) de 58mm com dureza 83A, e os rolamentos são ABEC-5. A base é de alumínio e o freio é regulável em ambos os pés para maior comodidade do patinador."

O diferencial deste modelo pro Bellaz, Brillant, Klassic e outros quads anteriores, está no acolchoado da bota. A parte do tornozelo e da língua, possuem espuma extra. A parte interna da bota, próxima aos dedos não possui tal espuma. A bota não é costurada na sola, é colada com as ouras anteriores e não têm reforço de calcanhar como o Klassic.




O estofamento extra, não é como uma liner de patins inline (parte interna de patins inline hardboot),  ela é somente em volta dos tornozelos.


Bellaz/Foxxy/Foxxy

É sim uma bota "durinha", até que confortável, mas não pra 3h-4h de patinação seguidas. Eu compararia a bota Rye Amazon.

Rodas idênticas ao antigo Glitter (falei deles aqui). Ou seja, não são 78a! Ou seja, vai trepidar no asfalto ruim e não vai desenvolver velocidade pra iniciantes no quad.

O restante é igual: base, amortecedores, trucks, sola...tudo igual ao Brillant, Bellaz e Klassic.

Quanto a numeração, eu experimentei um 36/37 e ficou perfeito; uso tênis 36. O 34/35 nem entrou!

Os freios são de borracha até que bem aderente, e maiores que os freios do Brillant, como podem ver na foto abaixo:

Bellaz/Foxxy/Foxxy/Brillant/Klassic. Fotos: Daniela Rosa


São 4 cores muito bonitas:



As rodas não são vendidas separadamente (ainda).

Um patins de lazer ok e que custa R$ 699,00.

www.traxart.com.br




14 de nov. de 2021

Periquitos em Revista - Espetáculo "It's Christmas Time" está de volta!




O maior e mais tradicional espetáculo de patinação artística sobre rodas do Brasil, já tem data de estreia.

Periquitos em Revista - It´s Christmas Time!
12 de Dezembro de 2021
Com duas sessões: 16h e 20h

ENTRADA: 2L de leite por pessoa.
Ginásio Sociedade Esportiva Palmeiras
Rua Palestra Itália, 214
Perdizes - SP


Um pouco de história:


O grupo, nasceu em junho de 1954, pelas mãos do Comendador Hiada Torlay (no mesmo ano, Torlay começou a fabricar patins de rodinhas no Brasil). Desde o início, esteve vinculado à Sociedade Esportiva Palmeiras, que abriu espaço para a prática da patinação. O nome veio de uma mistura da mascote do clube com uma referência ao chamado “teatro de revista” , que estava em alta na época.
A Sociedade Esportiva Palmeiras é sócia-fundadora da Federação Paulista de Patinação Artística, que iniciou suas atividades a partir de dezembro de 1994. Os coreógrafos Hugo Setti e Carmen Folchi são alguns dos principais nomes da patinação que tiveram passagens marcantes na história do alviverde. Além da inesquecível família Torlay, a qual dedicou toda uma vida aos esportes dos patins.



Em média, são 60 patinadores que compõem o elenco se dedicam ao esporte apenas no horário livre e não recebem qualquer remuneração. Nem todos são profissionais. Há aulas gratuitas para os associados do Palmeiras. Cerca de 90% do time de patinadores do grupo foram descobertos na escolinha. O espetáculo da Periquitos em Revista dura duas horas, e tem números que vão de solos de dança a apresentações cômicas e temáticas.




Facebook
Site Oficial
Site da SE Palmeiras


30 de jul. de 2021

"Skate" é a nova música de Bruno Mars e Silk Sonic

O vídeo lindo e retrô mostra a banda tocando em um cenário ensolarado, cercados por patinadoras descontraídas.

A letra de Skate (que não tem nada a ver com skate e sim patins), diz:

"Eu estou tentando rolar, eu estou tentando dar uma volta
Eu estou tentando flutuar, estou tentando voar
Não, não, não seja tímida, apenas pegue minha mão e segure firme

Oh, patine para mim baby
Patine"




Quem são as minas no clip??







O disco de estúdio do projeto "An Evening with Silk Sonic!, deve sair ainda este ano.

Pra mim, já virou hit! ♥




7 de jun. de 2021

Segunda-feira Vintage - Patins On Line

Eu não escrevi errado, você leu "online"!

Lá nos anos 80 a Babuch, empresa brasileira lançou o primeiro patins inline em terras tupiniquins e ele se chamava BABUCH ONLINE





Não sei nada sobre ele, apenas que tinha uma botinha de cano alto em couro, base em ferro e rodas em baquelite e um robusto freio traseiro!

Diferente da bota do quad da mesma marca, a bota desse online não tinha salto.

Um dia desses eu ri de uma pessoa que disse que queria comprar um patins online. Vai vendo...







Toma palhaça! Fica rindo dos outros...olha aí... patins on line existe!

Pelo menos existiu!
Essa relíquia aí era nacional, foi comercializado nos anos 90 no Brasil, era um Babuch de couro e tinha rodas macias e um freio traseiro, comum no IN Line até hoje.

Um tapa na cara da sociedade! rsrsrs

Vira e mexe eles aparecem nos OLX da vida...


Você teve essa preciosidade?? Conta pra mim!





19 de mai. de 2021

{Review} Patins Inline Rye

Demorei, mas cá estou falando sobre esse indivíduo: O patins Inline da Rye.






Num passado bem distante, quando tudo isso aqui ainda era mato, a Rye lançou uma base inline:


Na época (2013 aproximadamente, eu só conhecia o SnowWhite que é um patins para patinação artística, já falei dele várias vezes aqui no blog) e assim como a maioria das pessoas leigas, que chegam neste humilde bloguinho, eu achava que qualquer patins com base inline, freio frontal e bota de salto, era artístico.

Não gentemmmm, não é!


O atual modelinho da Rye, é mais um exemplo de inline que confunde a cabeça da galera. Só porque o patins tem botinha com cara de profissional.

O bonitão da Rye, vendido nas versões Preto, Branco ou Cross, é um patins de lazer, pra brincar no asfalto e pras bonitas que tem mania de freio frontal. (eu!)

Ele vem com bota igual do Rye Amazon (dureza baixa), base flat, freio pequeno e rodas de dureza ok pra pisos ruins (85a).


FICHA TÉCNICA DA CRIANÇA:

(diretamente do site da Rye)

O Patins In line é destinado para atividades de lazer. Ideal para quem gosta de patinar no asfalto.


BOTA R2S
Produzida em couro ecológico de dureza baixa, forrada e estufada, super confortável, indicado para os primeiros movimentos na patinação. Possui um "salto", que coloca o patinador na posição correta e elegante de patinação. Dureza baixa 35.

BASE
Base em alumínio polido com freio regulável. Freio nos dois pés.

ROLAMENTO 608
Rolamento de dupla vedação, com tampas nos dois lados, que protegem contra pó e sujeiras.

RODAS XTREME
Rodas Xtreme de 70mm, com Dureza 85A. Ideal para andar no asfalto.

R$ 828,00

LINK DA RYE


É UM PATINS DE LAZER! Muito bom, muito bonito, mas pra lazer!

Qual é a diferença deste patins pros patins de base artística? TUDO!


Um artístico inline tem base roqueada, bota de dureza alta e freios de maciez e tamanhos específicos para saltos e giros da artística.

Patinação artística exige sustentação de tornozelos, isso é fato. Pra iniciação artística no quad, as botas de dureza baixa são ok, mas não no inline! A sustentação é outra, já que a base de apoio é muito estreita em relação ao quad.

Sou insuportavelmente chata em relação a botas moles, imagina então num inline?  (tenho problemas nos tornozelos, me julguem!)


Considerações finais.


Antes que me atirem pedras, sim eu testei o Inline da Rye com bota Amazon e posteriormente com bota Sonata e com outra dureza de roda. (foto)

Ele é completamente diferente do quad e "estranho" pra quem anda de inline, já que não tem salto. 

Tudo é questão de adaptação. EU não curti.

Testei o upgrade ao lado, não rockeado, senti muito mais segurança nos tornozelos.

Para rockear a base da Rye é necessário colocar uma roda de pelo menos 4mm maior no centro da base.




Quem anda bem de inline (principalmente a galera do slalom) se adapta fácil ao Inline da Rye, mesmo a base sendo mais curta que um inline convencional. Quem anda bem de quad, apanha um pouco, mas se vira fácil nesse "trem".


Ah tia Su...se eu rockear a base da Rye e colocar uma bota bem dura, tenho um inline artístico? Tem!

Vale a pena fazer isso? Na minha opinião, não.





5 de mai. de 2021

Roll Line Linea - a evolução da base inline artística chegou ao Brasil!

Sim senhoras e senhores, finalmente venho aqui falar sobre esse sonho de consumo da galera do inline glamour.
A Roll Line Linea, lançada na Europa em 2019, está disponível no Brasil, pelo representante Fulop.

É a base concorrente direta da famosa Snow White (falei dela aqui), além de ser o "primo rico" no quesito técnico, já que vem com opções de roqueamento, nunca visto antes.


Já falei em alguns posts, sobre a modalidade Inline Artística, e fiz até um vídeo a respeito da mais famosa base desta categoria (Snow White) e qual o caminho árduo, mas não impossível, pra conseguir montar "criança".

Agora, a Roll-Line®, empresa italiana fabricante de patins artísticos e acessórios, apresentou a inovadora base inline, chamada “LINEA” que foi projetada para oferecer o melhor desempenho a todos os praticantes de patinação artística em linha.
Feito de Alumínio sólido, usado na aeronáutica, esta base garante grande resistência a choques, tensão e torção. Apresenta um novo e revolucionário sistema de balanço, capaz de simular os mesmos elementos da patinação no gelo com total precisão.
A nova tecnologia, possui ajuste de posições para a roda traseira e roda central.
Não é uma simples base de inline pra uma bota com salto. É uma base de patins especialmente desenvolvida para atletas de competição e de alto rendimento.




O chamado ROCKERING SYSTEM, uma inovação para regulagem central. Ao ajustar o mecanismo central, é possível obter uma configuração diferente das rodas. O objetivo é replicar o mesmo ângulo usado nas lâminas de gelo. É possível ajustar a roda central numa posição mais para trás ou para a frente, também pode ser movida para cima ou para baixo. São 6 diferentes opções de configuração


REAR WHEEL POSITION
A roda de trás pode ser colocada em duas posições diferentes: Na primeira configuração, a opção mais interna, deixa os patins em posição similar a um patins tradicional, em baixo do osso do tornozelo. Na segunda configuração, a opção mais externa deixa a roda traseira numa posição similar a uma lâmina de gelo, ultrapassando o limite do osso do tornozelo.

  • O Linea aceita botas do 215 ao 300
  • Possui medidas iguais lâminas de gelo: 8 – 8 ½ – 9 – 9 ¼ – 9 ¾ – 10 – 10 ¼ – 10 ¾ – 11 ¼ 
  • Aceita rodas de inline de diâmetros entre 64 mm e 76 mm
  • Possui ajusto duplo de freio
  • É compatível com rolamentos de 8 mm - 608 

Vamos ao que interessa, opção no Brasil.
Patins Fulop, loja que fica em São Paulo, é a empresa representante de vendas da marca Roll Line e possui a Linea em estoque com rodas originais (modelo ZERO) e freio padrão.








O preço médio da base é 255 EUROS + frete + taxas de importação, que se forem via Fedex, podem duplicar este valor.



No Brasil a Linea custa R$ 2460,00. 
As rodas de Linea são vendidas separadamente, a base vem com parafusos e freios convencionais ( o modelo de freio BABY não veio pro Brasil)


Preço de botas Edea/Risport no Brasil R$  1400,00 a 3200,00.
(Algumas das botas mais utilizadas pra este tipo de patins são: Chorus, Overture, Ice Fly, Concerto, Piano, RF1, RF2 e Royal. Podem ser compradas no exterior ou no Brasil, pelo importador Fulop.
Preço médio da bota nacional Fulop Rag Star R$ 480,00. (opção mais em conta)
Preço médio da bota Rye Float Ice R$ 1400,00.
A tabela de preços da loja Fulop, varia bastante, pois todos os itens  são importados e dependem de variação de Dólar/Euro). Consulte valores diretamente com o representante.


Vamos somar tudo?

Exemplo de patins montado top de linha e prontinho pra uso, valor total R$ 6060,00


Numa bota mais simples, um Linea pronto, sai por aproximadamente R$ 3600,00

Nos EUA (achei a mesma configuração por 999 dólares + taxas)



Site oficial do Linea com todas as informações sobre tamanhos equivalentes (base/bota) e informações sobre o sistema de rockering.






ps. Estes patins não são os mesmos fabricados pela Rye. Falarei deles em breve.